Veja como qual a melhor forma de fazer o descarte dos remédios.

O Brasil está entre os países que mais consomem medicamentos no mundo. Ocupando o 10° lugar no ranking em 2019, as estimativas são de que o país esteja atualmente na 6ª posição, movimentando US$ 38,4 bilhões em vendas, em 2024. As informações são da Abradimex (Associação Brasileira dos Distribuidores de Medicamentos Especiais e Excepcionais). Por conta desse alto consumo da população, muitos medicamentos acabam descartados, seja porque venceram ou por desuso, mas não de maneira correta.

O descarte incorreto desses resíduos afeta diretamente o meio ambiente. Se desfazer dos remédio de forma incorreta pela privada ou pia, por exemplo, faz com que ele vá para o esgoto e, posteriormente, para a estação de tratamento. Acontece que as substâncias químicas dos medicamentos não são totalmente eliminadas no processo de purificação da água, podendo causar danos à natureza e seres vivos. Já o descarte pelo lixo normal, pode gerar gás metano nos aterros sanitários e atingir lençóis freáticos por meio de dissolução pelo solo. 

Quando for descartar os medicamentos vencidos ou fora de uso procure um posto de coleta. Há farmácias, drogarias, postos de saúde e hospitais que prestam esse serviço. Entre em contato a Vigilância Sanitária ou Secretaria da Saúde do seu município para mais informações.

Comente agora mesmo. Dê sua opinião.